Casa dos Contos Eróticos » Traição » Comi minha vizinha quarentona

Comi minha vizinha quarentona

0 votes

Olá a todos e a todas!

Tenho 32, e sou alto, 1,90, moreno, esportista (bmx e escalada), cabelo encaracolado castanho, boca carnuda e solteiro. Trabalho numa gráfica, fazendo textos e arranjos para livros, encartes , revistas.

Minha vizinha, a contadora, tinha acabado de se mudar quando me separei. Veio ela e seu atual namorado, um rapaz professor de física. Ela tem 40 anos, branca, alta, loira natural, magra, porém, com seios e bunda durinhos, uma delicia. Eu, na seca após a separação, já olhei ela e pensei maldades, rs. Porém, não fui afobado, e deixei o tempo passar, para surgir oportunidades de papo, e, elas surgiram!

Conforme os dias foram se passando, fomos nos cruzando, nos cumprimentando (e eu sempre fazia questão de olhar nos olhos dela) tendo oportunidade de papo, onde puxei assunto sobre diversas coisas, como dos gatos dela, faculdade (a filha dela, 20, branca de cabelos negros escorridos, gostosa, faz o mesmo curso o qual eu fiz), sobre o condomínio, sempre de forma discreta, para ninguém entender que eu estava dando em cima, ainda mais o namorado dela, porém, sempre notando quando poderia dar uma olhada fulminante para ela, seja nos olhos, seios ou bunda. Nesses papos cotidianos descobri que o namorado dela não morava no condomínio, o que facilitou minha vida ainda mais, rs.

Um belo dia, durante esses papos de vizinhos pelo corredor dos aps, ela me falou que queria um material para estudar para tentar entrar no mestrado, o qual eu tinha, e, essa foi minha deixa para provocá-la.

Combinei uma hora de ir no ap dela entregar tal material, e fui de forma ousada, sem camisa, só de short, chinelo e sem cueca, já com a desculpa pronta que tava muito calor, e, se ela achasse ruim, entregaria e sairia fora.

Na hora que a chamei, ela falou para eu entrar, e logo notei ela sem sutiã, mais gostosa do que nunca, camiseta e um short pequeno, e eu sequei ela descaradamente , com o pau já levemente endurecido (aquele ponto que ele ta ainda meio mole, mas, grande o suficiente para marcar o tecido do short), e claro que ela notou. Ali não dei muita bandeira (pois estava no território dela), mas, tomei um café com ela, e, durante este papo trivial, ela falou :

-Gostei de te conhecer! Você parecia muito sério quando te vi de longe, mas, após conversar, vi que é um cara muito legal! Ainda bem que pude conferir, em vez de julgar o livro pela capa né…se fosse chato, nem teria lhe chamado aqui em!

-Ah, sou carrancudo, mas, sou de boas né …mas, eu quem agradeço pela amizade, afinal, nestes tempos de solteirice, é bom ter alguém para conversar, dividir um momento né…

-Você é solteiro? Hum, as garotas devem fazer fila né? (aqui notei ela sondando o terreno)

-Que nada, sou um cara bem de boa, bem comum, não tem ninguém por enquanto, mas, estou aberto para ficar, se a pessoa for legal e bonita né! (dei um sorriso, aproveitei para mostrar meus dentes, e olhei para ela)

-Sei! Mas, me diga, que fará nesses dias? [era uma terça-feira]

-Ah, o básico, trabalhar, fazer escritos para a editora onde trabalho, nada demais. E você?

-Eu vou trabalhar em homeoffice, por causa do corona…só de fim de semana vejo o meu namorado [na hora ela colocou a mão na nuca, e olhou para o lado direito, dando uma leve cruzada nas pernas]

-Bom, eu estou afim de beber um pouco nestes dias…não sei se tu curte beber algo, mas, poderia passar no meu ap, para tomar uma cerveja e prosear, que achas? Estou com umas cervejas bem diferentes, que um cliente me deu após um escrito, que achas? Se não curtir, tomamos um chá, ou suco…

-Acho que será legal tomar uma cerveja, faz tempo que não bebo! Nessa quinta você pode?

-Quinta é massa! Passa umas 22 em casa!

-Beleza! [já estava vendo que ela estava afim de ir no meu território beber, ou seja, uma chance boa]

Comendo a vizinha gostosa quarentona safada

Após o combinado, dei aquele trato no ap, comprei umas cervejas uruguaias, camisinha, raspei os pelos pubianos, e já me preparei para a investida. No dia, estava um pouco ansioso, pois fazia tempo que não transava, tanto que toquei uma para não gozar rápido. Vesti somente short de tecido sintético e nada mais, para exibir meu corpo e provocar o máximo que poderia de sensualidade.

Quando ela chegou, notei que ela estava sensual, com perfume doce, pele sedosa…tinha passado creme hidratante (o que a deixava ainda mais cheirosa). Conversamos trivialidades enquanto bebíamos, porém, reparei que ela notava meu peito e pernas, com leves e discretos olhares, porém, não demonstrava timidez, como se ela estivesse indo com cuidado. Como ela fuma, abri a lavanderia do meu ap e lhe dei um cinzeiro improvisado [eu não fumo], e, entre os papos, perguntei do namoro dela, quando ela disse:

-Ah, meu namorado é um cara gente boa, mas, infelizmente, as coisas não vão bem!
-Oxê, como assim? Quer me contar?
-Ah, não sei se deveria…mas, vou contar vai! É que faz uns meses que não temos relações mais…ele é amoroso, gosto dele, mas, sinto falta de uma relação (ela deu um leve sorriso, olhando para meus pés, o que foi minha deixa).
-Poxa, tu és uma mulher linda demais! Queria eu ter a sorte de estar com alguém linda e legal feito tu!
-Você me acha bonita?
-Claro que sim. E, sem querer ser desrespeitoso, notei sua beleza desde que se mudou!
-Olha, você também é bem bonito…se eu não fosse comprometida, te atacaria!
– E se fosse? O que faria?

Nesse momento, fui em direção dela, e, quando ela me viu perto dela, toquei seus ombros, olhei nos olhos dela, e nos abraçamos, nos beijamos com volúpia, com o desejo dela de ter um homem e o meu de ter ela fluindo. Ergui ela e sentei ela numa mesa perto de minha cozinha, e, nos beijos, apalpei seus seios, enquanto ela passava as mãos pelas minhas costas e nuca. Rocei levemente meu pau na região da vagina, e, mesmo ela vestida com uma minisaia, camiseta e calcinha, e eu de short, senti o calor ,a excitação dela, e, com o gemido dela, não hesitei, fui beijando seu corpo, seu pescoço…levantei a camiseta, e chupei seus seios, enquanto levava a mão dela no meu pau.

Os seios dela não são grandes, são pequenos, porém, deliciosos, com bicos salientes e duros. Chupei eles com muito desejo, enquanto minhas mãos passeavam pelas suas pernas, por cima da calcinha…e ela soltando leves gemidos, me acariciando.

Após chupar ambos os seios, fui descendo, dando pequenas mordidinhas pela barriga, até chegar na parte da calcinha, a qual comecei a provocar, com beijos por cima da calcinha, sentindo a umidade da boceta dela, e ela gemia baixinho, se contorcendo quando eu passava a língua pelas laterais, fazendo pressão entre a sua pele e a calcinha.

Quando ela soltou um “meu Deus, que tesão”, tirei sua calcinha e pude ver aquela boceta toda ensopada, peluda, grelo saltado de tesão, e, já cai de boca, chupando o grelo dela, enquanto meus dedos já faziam um leve vai e vem na boceta, que se contraia a cada chupada, e ela dizendo “ai caralho, que delicia, esse gostoso sabe mesmo chupar uma mulher!”, o que me deixou ainda mais com tesão!

Após chupar bastante ela, já estava louco de tesão, meu pau parecia que ia explodir, e logo tirei o short, e ela falou “mete em mim meu gostoso, mete gostoso!” E logo já enfiei o pau na boceta dela, bem devagar, com ela em cima da mesa. Ela soltou um gemido e mordeu meu ombro, parecia que ia gozar, ai, fui bem devagar, até sentir os pelos delas encostar em mim, e fiquei agarradinho, sentindo a buceta dela contrair em meu pau. Ela cruzou as pernas em volta e falou “mete, por favor, quero sentir seu pau com tudo”, e, assim, comecei um vai e vem, aos poucos, lento, com bastante beijos , caricias. Eu estava nos céus, e ela também!

Após meter um tempo assim, falei “Segura em mim, não solta” e, como sou forte (e ela magra), carreguei ela , com meu pau ainda na buceta, até minha cama, e lá fizemos um papai e mamãe bem gostoso, até eu ver que ela queria mais. Tirei meu pau e falei “gosto muito quando uma mulher vem por cima, você quer?”, Ela, na hora, me puxou, me beijou e já fomos nos arrumando, e foi uma delicia, ver aquela coroa engolindo meu pau num oral rápido, deixando ele bem babado, para ela se arrumar e sentar nele com toda a volúpia.

Ela começou devagar, mas, logo foi metendo rápido, e eu também fui fazendo movimentos com os quadris, segurando na bunda, nos seios, e ela começou a curtir, e meter mais rápido, falando “ah meu gostoso, que delicia, vou gozar na pica desse homem gostoso!”,

Após uns minutos bem frenéticos, quando percebi que ela ia gozar, mudei a posição, e coloquei ela de quatro, e meti com toda a força, fazendo ela gemer muito (tanto que ela tinha hora que gemia com a boca no travesseiro, para os vizinhos não escutarem, visto a altura), e, quando ela gozou, ela se retorceu toda, e eu, sentindo a buceta dela toda apertada, gozei também, dentro dela, com toda a força e desejo!

Após esta foda, ficamos umas horas na cama, nos acariciando, conversando sobre o que aconteceu, e combinamos que seriamos amantes. De fim de semana, ela ia curtir o namorado dela, a presença dele, mas, durante a semana, eu a realizaria sexualmente. Já faz 6 meses que estamos assim, e estou bem satisfeito e, ela também. Estamos combinando um menáge com uma amiguinha dela que é bem safada, e, quando rolar, postarei aqui, para vocês gozarem conosco.

Contos de Sexo Relacionados

  • Traição 2 meses atrás

    Me tornei amante

    Oi,  tenho 28 anos e esse caso aconteceu quando eu tinha 26 anos. Eu estava no meu trabalho quando conheci um rapaz que na época tinha 35 anos, um cara muito bonito, sorridente e simpático... Na hora ele chamou minha...

    LER CONTO
  • Traição 4 meses atrás

    Aventura sexual com Sogra

    Olá... Irei contar uma pequena aventura que tive com minha ex sogra que vou chama-la de Tereza(*). Minha sogra é uma coroa que não tem um belo corpo mas eu tinha um tesão incontrolável por ela, esse tesão...

    LER CONTO
  • Traição 2 meses atrás

    A loucura mais excitante da minha vida

    Eu sempre fui uma mulher fiel, nunca me permiti realizar as minhas fantasias e sempre deixei o meu prazer em segundo plano, mas há algumas semanas isso mudou... Eu namoro há pouco mais de um ano, meu relacionamento...

    LER CONTO
  • Traição 1 mês atrás

    Chupei e comi a minha cunhada

    Olá amigos do conto, tudo bem com vcs ? Venho aqui relatar a experiência deliciosa com a minha cunhada irmã da minha esposa. Vou descrever como as duas são.... cunhada e esposa tem praticamente o mesmo peso 65 kg,...

    LER CONTO
  • Putaria 4 meses atrás

    Punhetei o contador

    Olá, meu nome é Cláudia (*) e hoje vou contar o que aconteceu comigo a alguns dias atrás. Estamos em processo de transição em nossa empresa e precisamos parametrizar toda a parte contábil dentro da mesma,...

    LER CONTO
  • Sexo 3 semanas atrás

    Dando o cuzinho para o médico

    Nessa pandemia tá difícil demais eu numa seca terrível doida pra fuder gostoso, sou branquinha 1.60, raba grande, seios médios noiva de um trepador que não come cu de jeito nenhum, eu sonhando em dar meu rabino, já...

    LER CONTO

Deixe seu comentário