Casa dos Contos Eróticos » Orgia » Ménage com a prima da namorada

Ménage com a prima da namorada

2 votes

Era verão, o calor estava reinando, muita praia, piscina e pessoas para conhecer…

Mas eu tinha namorada, uma baixinha muito gata, gente boa, que eu não queria decepcionar, então não tinha essa de conhecer mulheres.

Eu saia, ia na praia, surfava, batia um papo com os amigos, mas voltava pra casa com um vazio, algo estava faltando.

Minha namorada ia lá pra casa, transavamos, era bom, eu sentia muito prazer, mas não me preenchia…

Certo dia minha namorada me ligou, chamando pra uma  resenha na praia, eu não estava com muita vontade, mas minha namorada me convenceu a ir.

Chegando lá meu coração acelerou, tinha uma mina gata, loira, do corpo escultural, fiquei mudo, só conseguia olhar, admirar aquela deusa.

Comi minha namorada e a prima dela

Minha namorada vira pra mim e diz:

– Amor, quero te apresentar minha prima, ela veio passar uns dias aqui na minha casa, curti um pouco a praia, sair, resenhar com a gente!

Olhei pra ela e falei:

– Oi, muito prazer, seja bem-vinda…

Ela me olhou com aquele sorriso lindo, uma boca que dava vontade de beijar, o olho fechadinho, era a mina mais linda que eu já tinha visto, e meu pau latejou na hora, cresceu e tive que disfarçar, só que ela não deixava o meu garoto acalmar, estava de biquíni fio dental, andando, de abaixando, e deitando na minha frente.

Eu tinha que comer essa mulher, mas como?

Então resolvi entender ela um pouco, se ela também estava afim de mim igual eu estava dela.

Comecei a observa-la o tempo todo, não tirei os olhos dos olhos dela, até que ela notou e ficou meio tímida, achei que eu estava passando do ponto e quis ir pra casa, me despedi da minha namorada com um beijinho e ela deu um tchau de longe, estava meio decepcionado, pensei que ela iria estar na mesma vibe que eu, mas acho que me enganei.

Chegando em casa deitei na cama e ela não saia da minha mente, então resolvi fazer uma homenagem, tirei meu pau pra fora e comecei a acaricia-lo, fazia tempo que não batia uma pra alguém que eu conhecia, batia mais vendo filme pornô ou pensando nessas gostosas da internet, mas essa mina tomou conta da minha imaginação, afinal lá eu poderia fazer o que eu quisesse com ela!

Comecei a bater uma punheta intensamente, pensando nela de quatro vendo aquele cuzinho por trás, ela toda submissa, gemendo enquanto eu enfiava a rola nele. Comecei pelo cu porque é o mais difícil de conseguir, e como a imaginação é minha posso fazer o que eu quiser!

Ela mamava intensamente meu pau, eu enfiava com força na boca dela, ia até a garganta, segurava pelos cabelos e ia na cabeça, deixava uns segundos só pra ver ela engasgando…

Depois fazia a boca dela de buceta, e transava no boquete!

Se era a mulher dos meus sonhos ela iria realizar meus desejos, enquanto me chupava gostoso pegava dos meus ovos, desceu a boca e foi chupa-los também, aquela boquinha tão meiga chupando com vontade e batendo punheta.

Fiz sexo com a loira gostosa e minha namorada

Depois peguei naquela bunda linda, joguei por cima de mim e encaixou, torei ela no meio, dei tanta macetada que o gemido dela vinha ofegante, eu coloquei fundo, ela gostou e pediu mais e forte!

Foi aí que não aguentei e gozei, saiu um jato enorme e meu corpo tremeu todo!

Mesmo depois de me masturbar e gozar ela ainda não saiu da minha cabeça, fui dormir e sonhei com ela!

Já estava uma coisa séria, minha namorada então me liga e diz:

– Ei, vamos fazer um luau, aqui na casa de praia da minha família, chamei só os amigos!

Como a garota não saia da minha mente, e lá eu ia ter que vê-la, achei melhor não ir…falei:

– Poxa amor, não vai dar pra ir  não, estou meio querendo gripar, acho melhor ficar!

Ela quis me convencer, dizendo que lá cuidaria de mim e iria fazer sexo oral a hora que eu quisesse.

– Amor, vou te fazer um oral toda hora que você desejar, depois vou sentar e quicar, você nem esforço vai fazer!

Não vou mentir, gostei da ideia, um oral não é todo dia que você recebe, resolvi ir, falei:

– Bom, já que é assim, você me convenceu, mas vai ter q me dar prazer todo dia!

Ela riu e disse:

– Minha prima me ajuda na chupetinha!

Eu nem acreditei no que estava escutando…

Me fingi de inocente e disse:

– Vai ter ménage?

Ela disse:

– Vai ter o que você quiser….vamos?

Eu já estava com a bolsa pronta, todo arrumadinho, animado, será que iria comer a prima com a namorada no meio ainda?

No caminho ela já fez um carinho, íamos atrás no carro, ela colocou uma toalha por cima de mim e começou a punheta, eu relaxei, na frente ia a prima e o motorista, no meio do caminho ela mandou a prima ir pra o banco traseiro, eu tomei um susto, o que iria rolar…

A prima não contou conversa e começou a me chupar…

Gente, eu estava sonhando?

Aproveitei e deixei a mamada rolar…eu estava no paraíso, aquela bosta era a mais gostosa da minha vida, a mulher que eu desejava estava me chupando dentro de um carro com minha namorada olhando e aprovando, um cara dirigindo, estava tudo tão pornô e eu excitadíssimo, cheio de tesão, resolvi fazer igual os meus pensamentos, peguei a cabeça dela e coloquei pra engolir…esse foi só o começo daquela aventura, depois disso aí as coisas ficaram fáceis, eu estava transando com as duas, tendo a disponibilidade de comer separadas e juntas, eu quero essa vida pra sempre!

Contos de Sexo Relacionados

  • Xvideos 2 anos atrás

    Deu pro rapaz no banco de tras do carro

    Ola, sou casado com a 18 anos. Estamos no meio liberal a quase 16 anos, porém nossas experiências haviam sido com mulheres (ela adora transar com mulheres) e casais principalmente, onde pudesse ocorrer o bi feminino. ...

    LER CONTO
  • Suruba 2 anos atrás

    Uma surpresa muito agradável a cinco

    Adoro contos eróticos e vídeos, por isso resolvi relatar esse fato ocorrido comigo. Tenho 28 anos, sou solteira, me considero uma mulher atraente, tenho um bundão lindo, e corpo bem definido. Adoro sexo, gosto de...

    LER CONTO
  • Orgia 3 anos atrás

    Gozando os prazeres em uma suruba

    Olá, Me chamo Vinícius(*), tenho 30 anos 1,81 e 85Kg, corpo definido pois malho, e minha esposa Aila(*) tem 27 anos 1,67 e 59kg uma bunda bem durinha por conta da academia e peitos naturais de tamanho médio. Sempre...

    LER CONTO

Deixe seu comentário