Casa dos Contos Eróticos » Traição » Quando cansei do pau pequeno do meu marido e transei com outro cara

Quando cansei do pau pequeno do meu marido e transei com outro cara

6 votes

Estava há três casada com o homem da minha vida. Ele era ótimo, mas o sexo sempre parecia incompleto. Sempre fui muita ativa sexualmente, mas com ele faltava força, preenchimento. No começo, não me importei. Me masturbava junto, achava que era uma questão de mudar o mindset e entender que ele era pouco dotado, que tudo ia se ajeitar.

Mas muito tempo passou e notei que meu problema ia ser pra sempre.

Não sabia como falar pra ele que faltava tamanho, que ele ficava muito perdido, não chegava no fundo, que as posições que eu sempre gostei ele não conseguia.

Sou uma mulher atraente, tenho 1.65, bunda grande, silicone nos seios. Ao longo desse tempo todo de casamento, evitei contato com ex-namorados e peguetes, mas acabei me abrindo numa noite a um antigo namorado, bem dotado. Na verdade, já tinha comentado com ele algumas coisas, mas nunca deixei o assunto ir muito longe.

Traindo o marido com um pauzudo

Naquela noite, que eu sabia que ele estava na minha cidade a serviço, me abri. Chamei ele no whatsapp e fui direto ao assunto:

“Vc sabe que eu tenho um “pequeno problema” aqui, né?”, escrevi.

Ele, claro, gostou e quis saber detalhes. Continuei:

“É tudo pequeno, até o saquinho. O saco é inclusive muito pequeno. O pinto é pequeno, tem 11 cm, medimos juntos, ele sabe, mas não tem ideia do quanto é diferente transar com um pinto normal ou, melhor ainda, grande.”

E falei mais: “Ele sempre reclama de dor se não goza durante alguns dias, parece que não consegue armazenar. rs É assim tbm com vc? Engraçado que mesmo quando fica vários dias sem gozar, também goza pouco. É tão diferente rs! É diferente até na hora de tirar pra gozar, de gozar no peito, espirrar, gozar longe, sabe? Sai bem pouquinho e nunca sai a jato, só escorre. E dá um tesão às vezes aquela sujeira toda rs…”

O pior é que este amigo era exatamente o contrário. Ele gozava muito, tirava pra gozar na bunda e sujava minhas costas inteiras, ia até o cabelo.

“Mas o mais complicado”, eu continuei, “é o tamanho mesmo, porque a gente faz só amorzinho, não dá pra fazer sexo, sexo mesmo. Acredita que ele não consegue me comer de quatro? Fica escapando. Nas posições preferidas, de quatro, com a perna pra cima, fica larguinho. Nem ele nem eu gozamos. Eu só consigo gozar quando estou por cima, e não é sempre. É diferente, sabe? Mas quando é pra fazer sexo mesmo, não rola, é diferente. Aí acaba sempre sendo em posições com a perna fechada, pra gente sentir alguma coisa, mas pra mim fica pior ainda, porque entra menos ainda.”

É claro que ele já estava doido, me mandou nudes, eu lembrei aquele tamanho todo. Com outros namorados, o pinto ultrapassava minha mão, chegando até o pulso, aí enchia a mão na hora de pegar. Mas no pau “P”, eu não uso a mão nem pra bater punheta, uso dois, três dedos. Era fácil ver a finura também. Antes, quando eu pegava no pau de outros namorados, o pinto enchia minha mão, a grossura era de pelo menos três dedos meus.

E lá estava ele, com aquele pau de 19cm, como ele fez questão de medir na hora. A saudade bateu, fiquei molhada.. Na mesma hora abri a gaveta do meu marido pra pegar uma camisinha e me deparei com as caminhas dele, que eram “teen”. Enfim, perguntei se meu amigo tinha camisinha. Ele tinha.

Saí sem avisar para onde ia. Era umas 21h. Ao encontrar meu amigo no hotel, ele quis tomar um drinque, mas eu não estava aguentando. Só conseguia olhar para o volume na calça, quanto tempo sem um pau de verdade.

Falei que não estava aguentando, subimos. No elevador mesmo ele começou a me pegar. Fazia muito tempo que eu não sentia um pau grande na pegação. Ao fechar a porta do quarto, abaixei a calça dele, peguei aquele pau e coloquei na minha boceta. Foram três bombadas pra eu sentir a minha boceta pulsando como eu não sentia há anos. Gozei muito, escorreu pela perna.

Dali em diante, realizei todos os meus desejos. Transamos de quatro, em pé, chupei, gozei, tive três squirting, gozei de novo. Senti o saco dele balançando e batendo na minha bunda enquanto ele me comia com força de quatro. Minha perna até tremia. Não acredito que falem que não faz diferença, vocês não fazem ideia de como é gostoso dar para um pau que te preenche de verdade.

Eu gozei incontáveis vezes por quatro, cinco horas. E fiquei toda suja de porra! Que saudade de gozarem em mim. Nas costas, no peito, na boca e até no olho, que eu pedi pra ele mirar direito.

Enfim, nesta noite, voltei para casa com uma certeza: existe amor, mas o sexo é muito melhor.

  • conto 10 meses atrás
  • Categorias: Traição

Contos de Sexo Relacionados

  • Putaria 9 meses atrás

    Punhetei o contador

    Olá, meu nome é Cláudia (*) e hoje vou contar o que aconteceu comigo a alguns dias atrás. Estamos em processo de transição em nossa empresa e precisamos parametrizar toda a parte contábil dentro da mesma,...

    LER CONTO
  • Sexo 2 meses atrás

    Casada crente do cuzinho virgem

    Ela morena, cabelos até a cintura, 1.75, bunda empinada, seios médios, corpo escultural, não malhava, nem fazia dieta, uma pura beleza natural; de berço evangélico, o pai pastor, sempre cantava na igreja, casou cedo...

    LER CONTO
  • Traição 9 meses atrás

    Aventura sexual com Sogra

    Olá... Irei contar uma pequena aventura que tive com minha ex sogra que vou chama-la de Tereza(*). Minha sogra é uma coroa que não tem um belo corpo mas eu tinha um tesão incontrolável por ela, esse tesão...

    LER CONTO
  • Traição 7 meses atrás

    Chupei e comi a minha cunhada

    Olá amigos do conto, tudo bem com vcs ? Venho aqui relatar a experiência deliciosa com a minha cunhada irmã da minha esposa. Vou descrever como as duas são.... cunhada e esposa tem praticamente o mesmo peso 65 kg,...

    LER CONTO
  • Traição 9 meses atrás

    Dei para meu padastro

    Me chamo Ana (fictício), tenho 30 anos, casada, uma filhinha, moro no mesmo prédio da minha mãe. Certo dia estava eu, meu marido, minha filha e meu padrasto Gil (fictício) na piscina do condomínio. Determinado...

    LER CONTO
  • Traição 4 meses atrás

    Nossos amigos são meus amantes

    Tenho 30 anos, casada há 8 anos.. Antes do casamento tive uma vida sexual muito ativa, sempre gostei de foder, mas depois que casei, resolvi me sacrificar e só meter com meu marido. Não foi fácil, mas estava...

    LER CONTO
  • Sexo 6 meses atrás

    Dando o cuzinho para o médico

    Nessa pandemia tá difícil demais eu numa seca terrível doida pra fuder gostoso, sou branquinha 1.60, raba grande, seios médios noiva de um trepador que não come cu de jeito nenhum, eu sonhando em dar meu rabino, já...

    LER CONTO
  • Traição 4 meses atrás

    Minha Primeira vez com a vizinha

    Oi pessoal, na época tinha 18 anos e minha vizinha uns 35. Sempre que eu passava pelo corredor para chegar a minha casa via ela lavando roupas, sempre admirei e achei linda mas ela era casada, e mais velha, pensei que...

    LER CONTO

8 comentários para “Quando cansei do pau pequeno do meu marido e transei com outro cara

  1. J. • 2 de março de 2021

    Gostosa mal comida se esbaldou no ex. Parece que gosta de meter gostoso

  2. R. • 9 de março de 2021

    Essa gosta da piroca grande. Deve meter pra caralho. Larga esse marido logo.

  3. S. • 2 de abril de 2021

    Realmente é mesmo complicado, sei o que minha esposa passa…tenho exatamente os mesmo 11cm do cara ai. Minha esposa fala, bem que podia ser grande né….pq não é maior? Falo para ela que ainda vou arrumar um dotado para ela matar a vontade…ela nunca teve outro…

  4. Bianca • 20 de maio de 2021

    Quando a gente ta arrombada assim, o segredo é dar o cu amiga, não tem rola que não pareça grande!

  5. anonimo • 23 de maio de 2021

    Oi eu tenho 13 cm e é fina e minha mulher gosta de homens bem dotados e com pica bem grossa, por isso liberei e ela esta sendo comida por um vizinho que tem uma pica de 19 cm e bem grossa ela vai ser comida pra semana e eu vou ficar esperando ela voltar para me contar como foi. Vamos trepar com ela me contando como foi comida e os detalhes para eu gozar junto com ela

  6. anonimo • 23 de maio de 2021

    Quem tem pica pequena tem que aceitar ser corno mesmo e eu estou gostando!

  7. F. • 27 de julho de 2021

    Realmente isso é verdade, eu e minha esposa nos identificamos com esse relato, também tenho pau de 11cm e fino, nunca consegui satisfazer por completo minha esposa, ela sempre reclamava que queria mais, um dia tivemos uma conversa franca e liberei ela pra outro de pau maior, aconteceu com um amigo de trabalho dela, ela sabia que ele era comedor bem dotado pelos boatos que corria enfim, rolou entre eles e hoje tem um caso com ele já faz dois anos, ele tem 21cm de rola e grossa, ele tem ciúmes dela, ela mudou seu jeito de ser, é mais vaidosa, mais sensual, mais alegre, mudou até o corte de cabelo, se encontram duas vezes por mês, ele a deixou larga, faço de conta que não sei de nada.

Deixe seu comentário