Casa dos Contos Eróticos » Incesto » Ganhei pica do papai no meu aniversário

Ganhei pica do papai no meu aniversário

1 vote

Oiii me chamo Andressa(*), e a história que vou contar foi o dia em que o meu papai comeu a minha bucetinha no dia do meu aniversário de 19 anos.

Eu e meu pai sempre fomos próximos, até mesmo depois que papai se separou da mamãe, fiquei morando com a minha mãe mas sempre ia visitar meu pai todo final de semana, e sempre passava no escritório para ver ele.

Estava perto do meu aniversário de 19 anos, e estava toda animada com a viagem que ia fazer com os meus amigos, iria completar 19 em uma quinta e iria viajar no sábado. Na segunda feira fui até escritório do meu pai para levar a chave do ap dele pois tinha dormido lá no final de semana, cheguei animada e dando bom dia a todos do escritório, todos ali me adoram principalmente os homens pois meu corpo sempre chamou atenção.

Sou ruiva com cabelo compridos e com uma cintura fina com os seios fartos e uma bunda não muito grande mas que chama atenção e coxas grossas. Então ali todos babavam em cima de mim eu adoro esse tipo de atenção que muitas das vezes me deixa molhadinha, apesar de ser bem safada só perdi a minha virgindade com os meus 18 anos, para um ficante.

Cheguei na sala do meu pai e dei um abraço bem caloroso amassando meu peitos no abdômen dele, entreguei a chave a ele, e ele sentou na cadeira e eu sentei no colo dele animada falando sobre a viagem, era costume eu sentar no colo do meu pai mas dessa vez foi diferente senti o pau dele encostando na minha coxa e logo fiquei quieta e ele ficou com vergonha eu sorri e continuei falando confesso que fiquei bem excitado e a vontade era tirar a calça dele e chupar ele, mas logo repreendi esse pensamento, caramba é o meu pai. Sai do seu colo e me despedi dele dando outro abraço e senti sua rola dura na minha barriga.

Presente de aniversário foi pica do papai na bucetinha

No outro dia de manhã não passei no escritório mas fui a noite no ap como eu tenho a chave abri e entrei como de costume, e vi a melhor cena que eu podia ver, era meu pai como uma loira linda metendo nela enquanto ela estava de quatro gemendo, adorando a rola dele entrando na buceta dela.

Quando ele me viu congelou, eu acalmei ele pedindo desculpas e e que ele podia continuar que eu ia para o meu quarto e foi o que eu fiz ele continuou pois dava para ouvir os gemidos dela, fiquei muito excitada então então fui até ao corredor onde dá acesso a sala e fiquei ali escondida atrás do móvel olhando meu pai comer aquele mulher e me masturbando, a mulher loira me viu pediu para o meu pai parar e levantou e veio até mim e pegou na minha mão e me puxou até o sofá eu relutei, meu pai disse que não pois eu era a sua filha e a loira disse que ele não iria fazer nada comigo que quem iria brincar comigo era ela.

Eu olhei pro meu pai e em seus olhos só havia desejo, então eu a beijei ela tirou meu vestidinho enquanto meu pai se punhetava, ela chupou meu peito me fazendo gemer e me pediu para deitar no sofá com as pernas abertas. Ela debruçou no braço do sofá ficando com a boca na minha bucetinha e pediu pro meu pai meter nela, enquanto ela me chupava meu pai bombava nela e olhando fixamente para mim e eu pra ele gozei e logo em seguida ela gozou junto com o meu pai.

A noite acabou ali ela foi embora eu e meu pai ficamos com muita vergonha então decidimos não tocar mais no assunto. Fui pra casa e na quinta feira dia do meu aniversário meu pai me chamou pro ap dele eu fui com vergonha e tesão mas fui, fomos jantar fora para comemorar  e voltando pro ap fui tomar banho, eu não aguentava mais eu precisava sentir a rola do meu pai na minha buceta, então arrisquei sair do de toalha, e fui até a cozinha onde ele estava e comecei a puxar um assunto qualquer, ele não tirava os olhos o meu corpo então finge que estava com sede pegando o copo no armário e soltando a toalha fazendo ela cair no chão, fiz àquela cena de opa… caiu…. e peguei do chão ficando pelada de frente para ele.

Ele me chamou de putinha eu sorri e ele veio me beijando e apartando a minha bunda com uma mão e apertando meu peito com a outra foi beijando meu pescoço e descendo até meu peito chupando cada um deles me fazendo gemer com a sua língua passando pelos meus mamilos duro. Ele desceu mais e ficou de joelhos e colocando uma perna minha em seus ombros e tendo a visão da minha buceta molhadinha pronta para receber a rola dura dele, e caiu de boca nela me fazendo gemer e falar ” isso papai chupa a minha buceta… Me faz gozar na sua boca papai”

E assim ele fez gozar e me pegou no colo me levou pro quarto me colocando de quatro e dando dois tapa na minha bunda e me chamando de putona. Tirou a rola pra fora e meteu na minha buceta com força até eu sentir as bolas dele, e foi bombando com força e segurando meu cabelo e eu anunciava meu segundo orgasmo, gemia e gritava ” eu vou gozar papai ” eu gozei no pau do meu pai. Ele me colocar de frente na posição do frango assado e bombou mais na minha buceta gozando nela me enchendo de porra.

E assim durou a noite toda ficamos fudendo a noite toda, eu fui viajar no final de semana, e quando voltei resolvi morar com o meu pai. Já faz uns nove meses que eu recebo pica do meu pai toda noite.

Espero que tenham gostado.. se quiser eu trago o dia que meu pai e o amigo de trabalho dele me comeu.

(*) Nome fictício para preservar a identidade.

  • conto 3 meses atrás
  • Categorias: Incesto

Contos de Sexo Relacionados

  • Incesto 4 semanas atrás

    Transando com a tia

    Esse fato que vou contar para vocês aconteceu já faz alguns meses e só agora decidi escrever aqui no site. Espero que gostem, se divirtam e gozem bastante com a história. Ela, uma mulher madura, resolvida...

    LER CONTO
  • Sexo 6 meses atrás

    Papai me comeu

    Papai me comeu...Hoje vou contar o dia que fui comida pelo meu papai. Sempre fui muito safada, comecei assistir porno desde novinha quando vinha passar as férias na cidade na casa da minha mãe e o meu padastro. Mas...

    LER CONTO
  • Incesto 5 meses atrás

    Consegui comer minha irmã mais nova

    Olá me chamo Pedro (*) tenho 29 anos, 1,75, 80kg bem distribuídos e não vou dar muitos detalhes pq quero ficar no anonimato... Minha irmã a Flávia(*) tem 20 aninhos, magrinha e pequena mas ela é a uma perfeição...

    LER CONTO

Deixe seu comentário