Casa dos Contos Eróticos » Traição » A loucura mais excitante da minha vida

A loucura mais excitante da minha vida

2 votes

Eu sempre fui uma mulher fiel, nunca me permiti realizar as minhas fantasias e sempre deixei o meu prazer em segundo plano, mas há algumas semanas isso mudou…

Eu namoro há pouco mais de um ano, meu relacionamento vai muito bem, mas comecei a sentir que estava me faltando alguma coisa, como se um fogo dentro de mim começasse a arder mais forte, era uma sensação diferente, não sabia explicar, mas naquela noite descobri.

Era um sábado a noite, tínhamos um aniversário de uma amiga, estava com muita vontade de sair linda, como a tempos não fazia. Separei um vestido lindo que nunca tive a oportunidade de usar, preto, curto mas não vulgar, escolhi minha melhor lingerie e preferi ir sem a parte de cima, usando apenas a calcinha. Fiz a maquiagem, coloquei meu melhor perfume e saímos, meu namorado e eu.

Não era uma festa, era apenas um jantar para poucas pessoas. O jantar foi em um salão relativamente grande, mesmo tendo pouco mais de 15 pessoas. Haviam algumas mesas para o jantar, uma cozinha separada do ambiente, a iluminação era baixa, deixando o ambiente bem aconchegante e o fato da cozinha ser isolada colaborava para isso.

Do outro lado do salão, afastado das mesas, uma espécie de bar, com uma bancada alta e várias bebidas, a festa foi regada de cerveja, e o bar serviu apenas para fazer alguns drinks, lá era o lugar mais escuro do salão, como quase não era usado ninguém se preocupou em iluminar. A música era gostosa e colaborava pro clima daquela noite especial.

A gente conhecia a maioria das pessoas que estavam lá, mas nem todos, entre eles um homem que me chamou atenção assim que chegamos ao salão. Ele era moreno, alto, barba e aparentava ser um homem forte. Ele se vestia muito bem e tinha um sorriso que cativava no primeiro olhar, estranhamente senti um frio na barriga, como se eu estivesse prevendo alguma coisa.

A foda mais excitante da minha vida

Durante o jantar percebi que esse homem estava me olhando enquanto conversava com as pessoas da sua mesa, me senti desejada e comecei a devolver os olhares na esperança de ele vir conversar comigo após o jantar.

Estava tudo leve e delicioso, a cozinha foi desocupada e ficamos só entre os convidados bebendo e conversando, quanto mais o tempo passava mais o meu namorado bebia e mais o homem se aproximava de mim, quando percebi ele já estava conversando aí pé do meu ouvido. Eu me arrepiava a cada minuto e nossa conversa ficava cada vez mais íntima, como se já nos conhecemos a tempos, sendo eu nem sabia se ele morava na mesma cidade que eu.

Meu namorado já estava focado em conversar como seus amigos sobre futebol, praticamente esqueceu que eu estava na festa, esse homem percebeu e aproveitou a situação, disse que eu era a mulher mais linda do lugar e que tinha muita inveja do meu namorado, perguntou se eu não gostaria de tomar um drink com ele no bar, instintivamente aceitei na hora, depois fiquei me achando louca por isso.

Chegando lá é que a noite realmente começou para mim.

O homem disse que iria me ensinar a fazer um drink que eu nunca iria esquecer, ele não podia estar mais certo… Chegando na parte de trás da bancada ele pediu para que eu pegasse uma vodka que estava na parte mais baixa das prateleiras, quando me abaixei senti o olhar dele me desejando e isso me excitou muito, quando entreguei a garrafa percebi o volume em suas calças e aquele frio na barriga voltou com tudo, foi quando ele passou por trás de mim com a desculpa de que iria pegar um copo, como o espaço era estreito não tinha como nossos corpos não se tocarem, foi como se eu tivesse tomado um choque.

Não sei se foi o álcool ou o tesão, mas deixei minha mão passar levemente naquele volume, ele me olhou um pouco espantado, mas percebeu que o sinal tinha sido dado.

Olhei para as mesas e vi que ninguém nos olhava, vi meu namorado de longe e aquela sensação de perigo me deixou ainda mais excitada, como se homem tivesse percebido isso fez o seu movimento mais ousado até ali, se abaixou atrás da bancada e se aproximou de mim. Começou a passar as mãos pelas minhas pernas e a beijar a parte de dentro das minhas coxas, pensei em resistir, mas a sensação era tão boa que não consegui.

Ele abriu um pouco as minhas pernas e começou a passar os dedos pela minha calcinha, logo já estava com ela movida para o lado.

Minha cabeça dava voltas, estava entorpecida de prazer, embriagada de tesão, a sensação de perigo e o sentimento de proibido deixavam aquilo ainda mais gostoso e quando senti a língua dele tocando o meu clitóris, enquanto eu olhava para todas as pessoas do salão, não aguentei, em poucos movimentos eu já estava gozando.

A sensação foi incrível, simplesmente não consegui segurar. Permiti que ele brincasse mais um pouco com os dedos e puxei ele de volta dizendo, agora é minha vez…

Eu nunca fiz algo nem parecido com aquilo, mas só de saber que a gente podia ser pego a qualquer momento me deixava louca, e quanto mais louca, mais loucuras eu fazia. Abri e baixei um pouco a sua calça, percebi que o volume tinha um motivo, o pênis dele era nitidamente grosso, quando baixei a cueca comprovei. Passei meus lábios pela cabeça do pênis dele e comecei os movimentos, minha boca se preencheu completamente e eu sentia a pulsação dele na boca e na mão, notei que ele não ia durar muito, decidi arriscar mais.

Levantei e disse: – vou até a cozinha, te espero lá?

Com um brilho espetacular no olhar e balançou a cabeça dizendo que sim.

Fui caminhando para a cozinha enquanto olhava todos nas mesas bebendo e dando risada, sem que fizessem ideia do que estava acontecendo. Chegando lá tirei a calcinha e esperei até a chegada dele. Assim que ele chegou eu não tive nem tempo de pensar e ele ja estava beijando meu pescoço, descendo e baixando as alças do meu vestido delicadamente, ao mesmo tempo que ele beijava meus seios começou a levantar meu vestido e quando percebeu que eu já estava sem calcinha me olhou e deu um sorriso sacana, me virou de costas e acariciou a entrada da minha vagina, tremi de prazer mais uma vez.

Quando o pênis me tocou eu já sabia que iria gozar mais uma vez. Ele socava vigorosamente, enquanto eu puxava o seu rosto para o meu pescoço, ele me beijava e falava que eu era a coisa mais gostosa que ele já tinha conhecido.

Não demorou muito e ele me colocou sentada em um dos balcões, e os movimentos passaram a ser mais leves, dava pra sentir ele entrando e saindo, cada centímetro, ao mesmo tempo eu segurava a bunda dele e apertava de prazer.

Ele se afastou de mim e retornou com uma cadeira, sentou e me chamou. Quando eu sentei naquele homem e ele me segurou pela cintura eu senti uma sensação tão gostosa que comecei a cavalgar sem parar, o rosto dele mostrava o prazer e ora ele beijava minha boca, ora mordia o bico do meu seio. Meu clitóris tocava o corpo dele a cada sentada e o prazer duplo da penetração e estímulo me fez sentir o orgasmo vindo mais uma vez, olhei no rosto dele e sabia que ele também estava no seu limite, não resistimos e gozamos. Eu acabei gemendo alto e jurei que alguém ia escutar, mesmo assim aproveitei cada segundo. Nos beijamos com desejo e eu arrumei meu vestido para sair.

Fui até o banheiro, quando voltei ele já estava nas mesas conversando e dando risadas, ninguém tinha percebido nosso sumiço e ele me olhava com um olhar e sorriso safado, como se me dissesse que foi tudo uma loucura.

Me permiti realizar essa fantasia, e valeu muito a pena. Realmente foi uma loucura, a loucura mais excitante da minha vida.

Contos de Sexo Relacionados

  • Traição 8 meses atrás

    Me tornei amante

    Oi,  tenho 28 anos e esse caso aconteceu quando eu tinha 26 anos. Eu estava no meu trabalho quando conheci um rapaz que na época tinha 35 anos, um cara muito bonito, sorridente e simpático... Na hora ele chamou minha...

    LER CONTO
  • Traição 4 meses atrás

    Nossos amigos são meus amantes

    Tenho 30 anos, casada há 8 anos.. Antes do casamento tive uma vida sexual muito ativa, sempre gostei de foder, mas depois que casei, resolvi me sacrificar e só meter com meu marido. Não foi fácil, mas estava...

    LER CONTO
  • Putaria 9 meses atrás

    Punhetei o contador

    Olá, meu nome é Cláudia (*) e hoje vou contar o que aconteceu comigo a alguns dias atrás. Estamos em processo de transição em nossa empresa e precisamos parametrizar toda a parte contábil dentro da mesma,...

    LER CONTO
  • Sexo 6 meses atrás

    Dando o cuzinho para o médico

    Nessa pandemia tá difícil demais eu numa seca terrível doida pra fuder gostoso, sou branquinha 1.60, raba grande, seios médios noiva de um trepador que não come cu de jeito nenhum, eu sonhando em dar meu rabino, já...

    LER CONTO
  • Sexo 2 meses atrás

    Casada crente do cuzinho virgem

    Ela morena, cabelos até a cintura, 1.75, bunda empinada, seios médios, corpo escultural, não malhava, nem fazia dieta, uma pura beleza natural; de berço evangélico, o pai pastor, sempre cantava na igreja, casou cedo...

    LER CONTO
  • Traição 9 meses atrás

    Vizinha grávida safada

    Olá, me chamo Miguel(*), tenho 26 anos, tenho 1,78 de altura tenho corpo atlético e sou negro. Vou contar o que aconteceu ha 3 anos atrás. Eu tinha uma barraca de acarajé e vendia quase todos os dias, uma noite de...

    LER CONTO
  • Traição 9 meses atrás

    Aventura sexual com Sogra

    Olá... Irei contar uma pequena aventura que tive com minha ex sogra que vou chama-la de Tereza(*). Minha sogra é uma coroa que não tem um belo corpo mas eu tinha um tesão incontrolável por ela, esse tesão...

    LER CONTO

2 comentários para “A loucura mais excitante da minha vida

  1. Kris • 6 de julho de 2021

    Fiquei exitada só de ler!!!!

Deixe seu comentário