Casa dos Contos Eróticos » Virgens » Minha primeira vez foi um sonho: levei rola na buceta e cuzinho

Minha primeira vez foi um sonho: levei rola na buceta e cuzinho

1 vote

Adoro contos e vídeos eróticos, por isso resolvi contar uma de minhas aventuras, a primeira.

Até hoje considero a melhor experiência que tive, na época eu estava com 18 anos, estava namorando, ele era bem sacaninha. Adorava apertar minha bunda, e enquanto fazia isso beijava meu pescoço. Quando ele fazia isso eu sentia um calor imenso subir pelo meu corpo.

Num belo dia ele pegou minha mão e colocou por dentro da sua bermuda fazendo com que eu pegasse no seu pau.
Estava tão quente e muito duro. Foi uma experiência única.

Nesse dia não passou disso, mais eu não consegui tirar da cabeça aquela sensação, de ter segurado um pau. Minha curiosidade agora era de poder vê-lo. Ficava imaginando como deveria ser poder ver e tocar com mais liberdade.
Então comecei a esquematizar um jeito de saciar minha curiosidade.

Depois de alguns dias minha tia, irmã de minha mãe, se sentiu mal e foi levada ao hospital. Minha mãe quando soube correu pra lá, me deixando sozinha em casa. Logo vi a oportunidade que esperava. Fiquei ainda mais eufórica quando ela me ligou avisando que passaria a noite no hospital fazendo companhia a irmã.

Aproveitei a oportunidade e perdi a virgindade como em meu sonhos

Não resisti, logo liguei para meu namorado, e consegui convencer a ele que viesse na minha casa. Mais ele não sabia que eu estaria sozinha. Quando ele chegou e viu que teríamos toda a liberdade que esperávamos a tempos, ficou eufórico.

Não perdemos tempo e logo começamos com uns beijos e amassos. Então pedi que me deixasse ver seu pau, queria matar minha curiosidade. Quando ele abriu o zíper e o colocou pra fora, foi uma visão maravilhosa.

Era grande e grosso e estava muito duro, cheio de veias e a cabeça bem vermelha. Então paguei nele e comecei a fazer carinho. Quanto mais eu tocava mais duro ele ficava. Quando ele falou:

– Bota ele na boca!

Cheguei ficar vermelha de vergonha, mais sabia que era natural as moças fazerem isso. Então me ajoelhei na sua frente e o coloquei na boca e comecei a chupar.

Era maravilhoso sentir ele na boca, tinha um gosto agradável e estava muito cheiroso. Depois de um tempo ele então falou.:

-Agora é minha vez!

Me fez sentar no sofá e abaixou minha bermuda até os joelhos e logo estava chupando minha buceta. Que sensação maravilhosa sentir sua língua brincando com meu grelinho. Minha bucetinha parecia pegar fogo.

Pela primeira vez consegui gozar, parecia ter ido às nuvens. Eu perdi totalmente o sentido da responsabilidade do que poderia vir a seguir. Já não conseguia me conter mais, e sentia o desejo de ser possuída alí e agora.

Então enquanto ele me chupava fui tirando a minha roupa e fiquei peladinha. Quando ele me viu nua arrancou sua roupa e ficamos os dois peladinhos. Quando nos abraçamos pude sentir seu pau encostar na minha coxa, isso me deixou louca de tesão. Peguei sua mão e fui levando ele para o quarto.

Deitei na cama e falei:
-Sou toda sua! Quero que me faça mulher!

Ele sem perder tempo se aproximou e com muito carinho e cuidado encostou seu pauzao na portinha da minha bucetinha. Quando ele começou a forçar sua entrada e minhas carnes começaram a ceder senti um prazer tão grande que soltei um grito de prazer. Quando a cabeça entrou senti uma dorzinha incomoda, mais estava disposta a aguentar firme.

Aos poucos foi entrando e me fez mulher.

Era maravilhoso sentir ele dentro de mim e a cada movimento entrava mais. Quando percebi que estava todo dentro senti um prazer tão grande que gozei outra vez. A dor incomodava um pouco mais estava disposta a aproveitar.

Quando ele começou no vai e vem pude sentir melhor seu pauzao rasgando minhas carnes. Então lembrei que corria o risco de engravidar, pedi que não gozasse dentro. E ele concordou.

Depois de um tempo ele pediu que eu ficasse de quatro. Então obedeci e logo ele estava socando na minha bucetinha por trás. Era uma sensação maravilhosa, ser possuída por trás. Me senti uma cadela.

Levei um tremendo susto quando ele enfiou um dedo no meu rabinho. Mais confesso que estava muito gostoso poder sentir seu pau dentro da minha bucetinha e seu dedo no rabinho.

Então ele começou a mover seu dedo para dentro e para fora forçando também para os lados. Esse movimento me deu tanto prazer que gozei outra vez. Nunca poderia imaginar uma sensação tão gostosa como essa.

Quando senti ele tirando da minha bucetinha e encostar na portinha do meu rabinho, fiquei em êxtase. Nunca imaginei poder ser possuída de todas as formas em um único dia.

Senti ele lubrificando meu rabinho e também seu pauzao. Sabia que ia doer muito, mais o meu tesão era tão grande que deixei. Pude sentir meu rabinho se abrindo e logo a cabeça entrou, senti uma dor tão grande que quase desmaiei.
Então com movimentos lentos e cadenciado ele foi entrando e estourando minhas pregas.

Fiquei imaginando como deveria estar meu rabinho naquele momento.

Então ele pegou na minha cintura e começou a forçar mais, dava tapinhas na minha bunda bem de leve, o que me fez gemer de prazer. Nunca poderia imaginar cena como essa.

Quando senti seu leite quente invadindo meu rabinho foi uma sensação incrível. Não resisti e gozei outra vez.
Quando ele tirou, eu estava toda dolorida e exausta, mais realizada.

Então tomamos um banho e logo recomeçamos.

Depois desse dia sempre que podíamos dávamos uma passadinha no motel e repetimos tudo como se fosse a primeira vez.

  • conto 2 semanas atrás
  • Categorias: Virgens

Contos de Sexo Relacionados

  • Novinhas 8 meses atrás

    Meu Primeiro Boquete

    Olá, hoje vou contar como foi o meu primeiro boquete, espero que se delicie e me imagine mamando o seu pau. Meu primeiro boquete foi aos 18 anos, naquela época, eu era uma aspirante a putinha, uma verdadeira...

    LER CONTO
  • Virgens 1 ano atrás

    Vontade de dar a bucetinha

    Olá. Adoro contos e vídeos eróticos, por isso resolvi falar de como foi minha primeira vez. Na época tinha 18 anos e todas as vezes que eu ia namorar sentia minha xoxota arder de tesão. Tinha uma vontade louca de...

    LER CONTO
  • Virgens 7 meses atrás

    Foi espetacular a minha primeira vez

    Na época eu tinha 18 anos, já tinha o corpo bem formado, toda durinha e com um bumbum bem avantajado. Quem me fez mulher foi o meu primeiro namorado. Ele na época tinha 18 anos, porte atlético, alto e muito bonito. ...

    LER CONTO
  • Virgens 8 meses atrás

    Virgem aprendendo o que é sexo

    Olá.... adoro contos eróticos e vídeos. Sou virgem mais sempre me interessei pelo assunto, talvez tentando me preparar para quando chegar minha vez. Tenho 18 anos, um corpo muito bonito e atraente. No último...

    LER CONTO

Deixe seu comentário