Casa dos Contos Eróticos » Heterossexual » Uma noite de surpresa, gozo e prazer!

Uma noite de surpresa, gozo e prazer!

Oi pessoal! Agora vou relatar uma transa que tive ainda na época da faculdade, uma foda daquelas que fica na sua memória para o resto da vida.

Na época eu tinha 21 anos e estava de rolo com uma garota que morava na cidade onde eu estudava, mas fazia faculdade em uma cidade próxima, por isso a gente só se encontrava, geralmente, nos finais de semana.

Já no final do período da faculdade a gente marcou de sair no sábado a noite, no entanto, na sexta a noite, por volta das 23h, o interfone do meu ap toca, é ela dizendo que veio dormir comigo. Fiquei muito surpreso, até o momento a gente não tinha transado, mas já tinhamos dado uns bons amassos, acho que não tinha rolado ainda mais por falta de oportunidade mesmo, porque o tesão entre a gente era enorme.

Sem me avisar, ela disse a mãe que só chegava no sábado pela manhã, sendo que ela chegaria na sexta a noite. Ao abrir a porta do ap, e ela já soltou a bolsa e pulou em cima de mim. Bem, como é de se esperar, nessa hora meu pau já deu sinal e ficou duro.

Falando sobre mim, sou um cara branco, de estatura média e um pau mediano também, mas que sempre está bem duro, duro mesmo…Já a garota que estava comigo era morena, cabelos lisos um pouco abaixo do ombro, peitos fartos e uma bundinha bem redonda e gostosa.

Gozo e muito prazer

Em seguida começamos a dar uns amassos, eu por cima comecei a acariciar sua buceta, era incrível como estava molhada e quente, dava para sentir o cheiro do prazer. Ela tirou minha calça e começou a beijar minha virilha, bem perto do meu pau. Nessa hora a cabeça do meu pau começou a sair do prepúcio e ela com uma cara de safada deu um beijinho nele, aquilo me deixou louco.

Eu a segurei pela cintura, ela já estava sem roupa, e coloquei aquela buceta maravilha na minha boca, foram alguns minutos chupando aquela bucetinha bem rosinha e molhada, enquanto ela se contorcia e apertava minha cabeça no meio de suas pernas. Quando ela já estava louca de tesão, me empurrou de lado e sentou em cima do meu pau, ela rebolava em cima dele de uma forma descontrolada, puxava nos cabelos e arranhava meu peitoral, em alguns segundos eu senti aquele líquido grosso e incolor escorrer pela minha virilha e ela amolecer e deitar sobre mim…

Depois de nos descansarmos um pouco, ela começou a mamar no meu pau, deixando ele bem molhado e ainda mais duro. Eu sempre fui um cara que gosta de emoção, e como já era por volta das 2h da manhã, chamei ela para ir para a varanda do prédio do ap onde estávamos, no terceiro andar, que é uma área comum dos moradores, mas que pelo horário não teria ninguém, e lá mesmo eu meti nela.

Quando ela chegou estava com um vestido um pouco acima do joelho, e foi com ele até a varanda, mas sem calcinha… Ela se apoiou no guarda corpo e eu comecei e meter por trás, bem devagar, mas com umas estocadas bem firmes, passamos alguns minutos nesse ritmo, quando ela se virou pra mim e no meu ouvido pediu para que eu enchesse sua bucetinha de porra.

Eu como já estava louco de tesão, comecei a meter com força e rápido, as estocadas eram tão fortes que eu fiquei com receio de alguém acorda e vir olhar o que estava acontecendo, enquanto ela revirava os olhos pedindo mais e abrindo sua bunda… Logo gozei e vi a porra escorrer pelas suas pernas e melar o piso, naquele instante suas pernas começaram a tremer e tive que segurá-la pela cintura.

Ela sentou no chão e alí mesmo chupou meu pau deixando ele sem nenhuma gotinha sequer de porra… Depois voltamos para o apartamento e ela apagou em um sono profundo. Acordamos no meio da madrugada e começamos tudo novamente, iniciei chupando a sua bocetinha gostosa.

Contos de Sexo Relacionados

  • Não resistir e cai na tentação

    Oi, tenho 18 anos, sou morena, baixinha, magrinha, tenho 1,65 e peso 53kg, apesar de magrinha tenho um peito muito farto, e uma bundinha bem gostosa, já minha buceta não acompanhou o corpo e acho bem grande, um bucetao como eles dizem. Essa onda que vou contar rolou no fim...

  • Comi a vizinha casada

    Olá, tenho 26 anos, solteiro, 18 cm de dote, esse é meu primeiro conto. Vou contar o dia em que transei com a vizinha casada. Eu trabalho muito durante a semana e folgo nós finais de semana por morar sozinho só tenho dois dias para colocar as coisas em ordem. Em um dia de...

  • Me tornei uma putinha safada para o vizinho

    Olá, tenho 1,56, cabelos longos e pretos, morena, bunda grande, coxas grossas e peitos médios. E vou contar o dia que eu transei gostoso com meu vizinho. Ele tinha 1,90, moreno, cabelos pretos, dono de um corpo que causava suspiros por onde passava, e com um olhar safado e...

  • Sexo com minha concunhada

    Depois de ler vários contos aqui, resolvi compartilhar o meu. Minha concunhada trabalhava junto comigo e eu sempre lia um jornal, todo dia tinha um artigo sobre sexo , e sempre deixava pra que ela também olhasse, com o tempo fomos tornando mais íntimos, um dia perguntei se...

  • Eu e minha amante numa foda gostosa no escritório

    A Jocely (*), é uma casadinha gostosa, que passamos a ser amantes e ela mais safada quando descobriu que seu marido a traiu. Daí em diante, não paramos de nos encontrarmos. Certo dia, ela quis me fazer surpresa indo em meu local de trabalho, deu uma desculpa ao seu marido...

  • Comendo a prima da minha ex: uma casadinha safadinha

    Sou um cara bem tranquilo e comum. Tenho, hoje, 35 anos. Adoro sexo, claro, e ficou louco quando tem uma casadinha disponível. Atualmente, já no mundo liberal, prefiro relações com casais que gostam do fetiche, para que ninguém seja enganado e todos aproveitem. Tenho ótima...

  • Traindo meu marido

    Olá pessoal, quero contar uma aventura sexual verídica que ocorreu algum tempo atrás. Minha primeira e única traição, decidi compartilhar pois consigo colocar para fora minhas tensões escrevendo. Atualmente tenho 25 anos, casada e muito feliz e satisfeita, sou recém...

  • Até que em fim corno

    Ola!  Tenho 40 anos, sou casado a 10 anos com uma mulher que tem 27 anos, ela é linda morena, seios fartos, bumbum delicioso, nós nos damos muito bem, não temos filhos, somos muito apegados, temos uma vida conjugal muito legal, somos muito abertos em nossas conversas. ...

  • Uma foda durante a confraternização

    Ainda podia sentir o sabor marcante daquela buceta em minha boca, e daquele bumbum em minhas mãos. Uma das melhores confraternizações que eu fui. O dia começou e logo estava nos preparativos para uma confraternização de amigos, então, no horário combinado eu entrei no...

  • Dei para meu padastro

    Me chamo Ana (fictício), tenho 30 anos, casada, uma filhinha, moro no mesmo prédio da minha mãe. Certo dia estava eu, meu marido, minha filha e meu padrasto Gil (fictício) na piscina do condomínio. Determinado momento, me agachei para pegar minha filha que estava na água...

2 comentários para “Uma noite de surpresa, gozo e prazer!

Deixe seu comentário