Casa dos Contos Eróticos » Buceta » Eu e minha amante numa foda gostosa no escritório

Eu e minha amante numa foda gostosa no escritório

0 votes

A Jocely (*), é uma casadinha gostosa, que passamos a ser amantes e ela mais safada quando descobriu que seu marido a traiu. Daí em diante, não paramos de nos encontrarmos.

Certo dia, ela quis me fazer surpresa indo em meu local de trabalho, deu uma desculpa ao seu marido disse que ia no dentista e pela manhã antes de ir trabalhar, me fez surpresa mesmo, eu não esperava e ela chegou lá, estava meu sócio e eu, eu a apresentei e ela pouco envergonhada se dirigiu à minha sala. Ali ficamos conversando mas eu a todo momento pensando naquela xota melada que eu já chupei e comi algumas vezes, mas pensei que ali não fosse rolar porque o meu sócio estava em sua sala ao lado.

Metendo na amante na sala da minha empresa

Ela entrou, sentou, tirou sua jaqueta, pois estava de motocicleta e colocou seu capacete no canto da sala, estava cheirosa e de roupa curtinha eu fiquei num tesão da porra, porque sabia do que ela era capaz. Ela sentou num sofá de dois braços que estava na sala, eu me ajoelhei em sua frente e comecei a beija-la e sentir seu cheiro gostoso de fêmea e aquilo me excitada, ela me disse que já estava melada, e com silêncio, comecei a tirar a sua roupa, tirei a parte de cima e passei a língua em seus seios, aqueles seios pequenos e firmes ela com aquela cara de safada não se importou muito se havia barulho, eu do cuidados comecei a tirar seu short, bem devagar e eu a vi arrepiar, então a deixei só de calcinha que era branquinha e apareceu o melado de sua xota.

Ela de calcinha marcava sua xota e aquilo me deixou num tesão com a pica latejando, tirei a sua calcinha tooooda melada, não resistir e tive que lamber aquela melada na calcinha que saiu da buceta da Jocely, que cheiro gostoso de buceta. Eu tive que lamber e cheirar e isso me deu tesão.

Depois fui beijando ela do pescoço aos pés, e depois voltando ao pescoço e por fim, cai de boca naquela xota melada e quente, abri suas pernas naquele pequeno sofá e comecei a chupar ver ela com as pernas abertas ali sentada era uma maravilha, ela gemia baixo, eu falava a sua boca para não fazer barulho, ela ria ao mesmo tempo, eu continuei a chupar e virei ela de quatro e lambi seu cuzinho ela deixava numa boa, era chupada com ar de risos estava leve e aceitando aquilo.

Olhar seu rosto de prazer e safada me dava tesão, chupei a xota, lambi seu cuzinho e ela melou demais, depois pediu para chupar meu pau, tirei minha roupa ela já pegou no meu pau e começou a chupar gostoso, enfiou tudo na boca, cuspia e babava na minha rola ela sabia que eu gostava daquilo e quis agradar seu macho, ela lambia e cheirava meu pau parecia uma cadela no cio, quase que me fez gozar em sua boca, chupava com a cara mais de safada que já vi, melhor boquete no meu pau.

Tive que interromper ela, sentar naquele sofá e ela de frente a mim sentou na minha pica descendo e subindo, eu lambendo seus seios senti que meu pau naquela hora já estava muito melado, virei ela ainda por cima de mim, ficou de costas a mim e ela cavalgava e eu ao mesmo tempo mexendo em seu clitóris, e beijando ela gemia em minha boca.

Eu a coloquei de quatro e meti em sua buceta e pincelei a pica em seu cuzinho, mas ela disse que eu iria comer na próxima vez. Nessa ficamos ali por um tempo, e nada de meu sócio ao lado perceber. Tirei a pica daquela xota melada e gozei em sua boca. Acabamos a foda, ela rapidamente foi ao banheiro que é perto se lavou e saiu como nada tivesse acontecido.

Tivemos outras fodas gostosas mas conto na próxima oportunidade.

(*) Nome fictício.

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário