Casa dos Contos Eróticos » Sexo » Casada crente do cuzinho virgem

Casada crente do cuzinho virgem

1 vote

Ela morena, cabelos até a cintura, 1.75, bunda empinada, seios médios, corpo escultural, não malhava, nem fazia dieta, uma pura beleza natural; de berço evangélico, o pai pastor, sempre cantava na igreja, casou cedo porque o Pastor do seu pai disse que era pra evitar o pecado e estas coisas, cidade pequena influenciava também.

Eu sempre de bem com a vida, sempre fui viciado em sexo, sempre buscando uma nova bucetinha pra chupar, um novo flerte já era sinal de uma bela gozada.

Conheci ela quando fui visitar meus tios na cidadezinha, minha tia muito evangélica me pediu pra acompanhá-la, quando vi aquela gata toda recatada com seus 19 anos de vestido, até o joelho, mais bem justo, marcando a calcinha minúscula enviada naquela bunda linda e empinada apaixonei na hora.

Infelizmente minha tia viu meu olhar de lobo, e disse, esquece que ela acabou de casar, e o pai dela é o pastor.
Isso só me instigou. Na segunda ida a igreja, ela estava mais linda ainda com um vestido florido, na hora que ela levantou pra ir ao bebedouro que fica fora da igreja, pela porta lateral, sai pela porta da entrada principal, dei a volta por fora e encontrei ela no bebedouro, com a boca semi-aberta com os lábios sendo molhados pela agua, que tesao, alias tudo que ela fazia me dava tesão, o jeito de olhar, a mexida no cabelo, tudo!

Cumprimentei ela, disse que a música que ela cantava era linda, ela sorriu e me corrigiu não é música é louvor (não entendi nada) mas senti que ela deu oportunidade, falei que não só era a voz dela que era linda, nesta hora ela ficou vermelha abaixou a cabeça e voltou pra igreja, eu voltei por onde sai e me contive mas o tesão pulsando meu pau.

Comendo cuzinho de crente casada

Chegando na casa dos meus tios, entrei na pagina do facebook da igreja e fiquei passando as fotos, até encontra-la e nas marcações vi o seu nome, que sorriso era aquele, vi as fotos do casamento, cara feio da porra.

Mandei convite 02 horas depois ela aceitou, esperei um dia mandei um aceno e ela correspondeu, comecei conversando coisas triviais da igreja e da cidade, fiquei mais ou menos duas semanas assim (garotas de cidade pequena são ariscas) e só depois desse tempo fui levando o assunto para coisas mais pessoais, perguntei se estava contente com o casamento se estava bem consumado …kkkkk

Ela tentou desviar o assunto, mas persisti e ai ela me disse que esperava mais, amei a resposta, e continuou, mais emoção, mais pegada …nesta hora eu vi que acabei de encontrar mais uma casadinha carente que precisava ser tratada como uma putinha …

Uma semana depois ela disse para o maridinho que ia pra casa da amiga aprender a fazer um certo bolo pra ele (na realidade ia mesmo é preparar um chifre caprichado …rsrs)

Levei ela pro motel da cidade vizinha, disse que nunca tinha ido (pois na igreja falavam que era cheio de demônios lá) chegando lá, fiz questão de eu tirar o vestido dela, ela queria luz apagada mais insisti e disse que agora quem mandava era eu, vi que ela ficou mais excitada ainda, deixei ela nua e fiquei admirando ela, ela quis se cobrir e mandei ela pôr as mãos pra trás e olhar pra baixo, que delicia aquela imagem e sensação de domínio daquela garota linda; na sequencia deitei ela e beijei ela inteira, dos pés lindos a nuca, quando voltei pra bucetinha, passava a ponta da língua no cuzinho dela (quentinho), ela dava trancos, piscava e arrepiava, senti que ali era bem sensível, perguntei se ela já tinha feito anal, ela disse que nunca que era sujo e era abominação, pensei comigo vou faturar o cuzinho quentinho dessa crentinha.

Comi ela de todos os jeitos, virei ela de costa, coloquei um travesseiro na pelves pra deixar a bunda empinada, passei um óleo do próprio motel, ela relutou, e disse que como o marido nunca quis talvez seria a única oportunidade de experimentar dar o cuzinho, senti que ela cedeu, fui passando a cabeça do pau na porta do cuzinho, que ficava piscando, (percebi que ela estava receosa mais adorando a experiência), coloquei a cabeça ela quis gritar e mordeu o travesseiro, e apertando com toda força meu pau, que cuzinho mais apertado e quente, que imagem mais linda.

Deixei ela relaxar com o pau e fui enfiando mais e mais, quando ela acostumou comecei um vai e vem cadenciado; senti que ela ia gozar pelo cu e começou a falar coisas desconexas e palavrões, “me come seu puto”, “queria comer a crente agora fode”, “era isso mesmo que queria me rasgar então tora essa pau em mim”, “come o cu da crente cachorro”, cada coisa que ela me falava me deixava mais excitado, depois de quase meia hora fudendo, gozei naquele rabinho que era virgem, que delicia, nunca senti tanto tesão em um cuzinho como este.

Em seguida ela se recompôs, tomou banho, voltou e ficou abraçadinha, achei que ela ia voltar para o “modo” tímida e recatada, mas estava enganado, disse que enquanto eu estivesse na cidade ela seria minha, e esse cuzinho que era virgem será sempre seu, só vir pra cidade que estarei te esperando.

Ela continua sendo a crentinha esposinha modelo, para todos da cidade, mas entre nós, ela se tornou minha escravinha sexual, ela adorava receber ordens, e as obedece com muito prazer; mando ela ir no culto sem calcinha ela vai, mandei ela ficar sem dar pro marido e sem se masturbar por uma semana para depois sairmos e trepar com ela uma tarde inteira, gozou mais de 10 vezes, e agora ela pegou gosto em beber meu leite esta viciada.

Agora pelo menos uma vez por mês vou visitar meus tios que tanto amo e toda vez que vou faço questão de acompanhar minha tia na igreja …rsrsrsr

Contos de Sexo Relacionados

  • Sexo 1 ano atrás

    Uma transa espetacular

    Combinamos de nos encontrar à noite em meu apartamento. No horário marcado Marina(*) chegou. Fomos para meu quarto e ao iniciarmos as carícias comecei a tirar a roupa que ela estava, se revelando um corpete vermelho...

    LER CONTO
  • Buceta 4 meses atrás

    Transei com um pau amigo

    Olá, irei contar sobre a minha primeira vez com meu P.A (Pau amigo) Tenho 25 anos, mulata, olhos castanhos claros, cabelo cacheado, corpo mediano, cochas grossas, seios médios, cintura fina... Sou muito tímida e...

    LER CONTO
  • Heterossexual 8 meses atrás

    Novinho insaciável

    Olá... tenho 35 anos e vou contar uma história de quando eu tinha 25 e um namorado de 19 ... Eu trabalhava no shopping e entrava as 11 da manhã, éramos vizinhos e ele dormia todos os dias comigo, nosso sexo era...

    LER CONTO
  • Traição 11 meses atrás

    Vizinha grávida safada

    Olá, me chamo Miguel(*), tenho 26 anos, tenho 1,78 de altura tenho corpo atlético e sou negro. Vou contar o que aconteceu ha 3 anos atrás. Eu tinha uma barraca de acarajé e vendia quase todos os dias, uma noite de...

    LER CONTO
  • Putaria 1 ano atrás

    Primeiro menage da minha esposa

    Irei contar como aconteceu o Primeiro menage da minha esposa.... ola, sou Breno, marido da Laise, 32 anos, estatura mediana 1,60, 60 kilos bem distribuídos, cabelos loiros naturais, seios médios tipo pera, bumbum...

    LER CONTO
  • Heterossexual 9 meses atrás

    Fudendo minha amiga

    Olá tenho 26 anos, sou moreno, 1,76cm cabelo castanho e escuro liso. Este conto aconteceu alguns anos atrás e é um de muitos que aconteceram quando uma amiga minha passou um tempo morando aqui em casa. Minha amiga, na...

    LER CONTO
  • Sexo 8 meses atrás

    Gozei sendo corna e quero mais

    Olá ... eu tenho 27 anos, 1,74, sou branca com cabelo preto e bem comprido, não sou magrinha, tenho bunda grande e seios grandes e coxa bem grossa. Eu namoro já faz 1 ano e meio. Ele tem 1,80 é magro porém tem...

    LER CONTO
  • Sexo 7 meses atrás

    Comi minha professora mais gostosa

    Olá...  vou contar a vocês sobre a melhor foda da minha vida até agora. Tenho 18 anos e estou no terceiro ano, estudo em colégio particular e nunca consegui me enturmar direito pois acho o povo de lá bem...

    LER CONTO

Deixe seu comentário